PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

China aponta ‘inconsistência’ em investigação da OMS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Nós estamos preocupados com a politização atual desse tema”, diz a China.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O regime comunista na China rejeitou, nesta segunda-feira (19), a nova etapa da investigação liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a origem da pandemia de coronavírus

Pequim disse que há “inconsistência” nas informações levantadas pela OMS e não haveria necessidade de levar a cabo essa apuração.

Em uma entrevista coletiva, o representante do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, afirmou que a OMS já chegou a uma “conclusão clara” sobre a origem do Covid-19.

Lijian disse que os dados colhidos até o momento indicam ser “altamente improvável” o suposto vazamento do vírus por um laboratório chinês.

“A rastreabilidade é um assunto científico sério e deve ser conduzido em colaboração com cientistas ao redor do mundo. Nós estamos preocupados com a politização atual desse tema em alguns países.” 

O porta-voz do regime chinês acrescentou:

“É esperado que a OMS tenha o espírito científico, profissionalismo e objetividade, e trabalhe com a comunidade internacional para manter um rigor científico e seriedade em relação à rastreabilidade, em um trabalho conjunto para manter uma atmosfera colaborativa contra epidemias.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.