China censura temporariamente a letra N da internet

A letra N foi censurada temporariamente da Internet por autoridades chinesas. E tudo por causa de uma lei que o presidente chinês, Xi Jinping, quer aprovar em breve, permitindo-o governar por tempo indefinido.

O Partido Comunista Chinês quer revogar a limitação de dois mandatos presidenciais, permitindo que Xi Jinping se mantenha no poder por tempo ilimitado. Esta decisão de abolir os limites de mandatos presidenciais gerou vários protestos e, por isso, a censura teve de entrar em ação.

Depois de banir expressões como “Viva!”, “discordo”, “vergonha” e “imortalidade”, os censores chineses se viram obrigados a ‘fazer desaparecer’ a letra N. Existem várias teorias para os motivos desta decisão, mas tudo indica que a censura foi motivo por causa dos truques utilizados pelos internautas chineses para tentar contornar a censura. A letra N estaria sendo usada para substituir a palavra ‘Não’, usada como forma de contestar a nova lei chinesa.

Outra teoria, defendida por Victo Mair, especialista em cultura chinesa da Universidade da Pensilvânia, é de que N representaria o número ilimitado de mandatos presidenciais.

Esta não é a primeira vez que o regime comunista da China utiliza abertamente a censura para controlar divulgação de informações prejudiciais ao líder Xi Jinping.

Em 2013, após um encontro entre Barack Obama e Xi Jinping, o simpático urso amarelo Winnie The Pooh foi censurado nas redes sociais chinesas depois de ter sido utilizado, em forma de meme, para ridicularizar o presidente da China.

 

Com informações de: [iOnline]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *