Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China cita ‘segurança nacional’ para justificar prisão de canadenses

China cita 'segurança nacional' para justificar prisão de canadenses
COMPARTILHE

O regime comunista da China confirmou, nesta quinta-feira (13), que considera dois canadenses suspeitos de “atividades que ameaçam a segurança nacional” e que tomou “medidas coercitivas” contra eles.

A prisão dos canadenses acontece duas semanas depois da detenção no Canadá de uma diretora do gigante chinês das telecomunicações Huawei.

O ex-diplomata canadense Michael Kovrig, que estava de passagem por Pequim, e seu compatriota, Michael Spavor, um consultor que vive em Liaoning, “realizaram atividades que ameaçam a segurança nacional da China”.

Por estes casos, abriu-se uma “investigação”, disse o porta-voz do Ministério chinês das Relações Exteriores, Lu Kang.

Esse anúncio surge em um momento de grande tensão entre Ottawa e Pequim.

A China ameaçou o Canadá com represálias, depois da detenção, em 1º de dezembro em Vancouver, a pedido dos Estados Unidos, de Meng Wanzhou, diretora financeira da Huawei.

Meng, que foi solta sob fiança na terça-feira, em Vancouver, é acusada pela Justiça americana de cumplicidade de fraude para burlar as sanções de Washington contra o Irã.

Adaptado da fonte AFP

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários