Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China coage cidadãos do Tibete a ‘treinamentos vocacionais’ em massa

Tarciso Morais

Tarciso Morais

China coage cidadãos do Tibete a ‘treinamentos vocacionais’ em massa
COMPARTILHE

Tibete vem sendo alvo de políticas de repressão da China para "manter a estabilidade" na região autônoma.

Um relatório produzido por Adrian Zenz, pesquisador independente do Tibete e Xinjiang, afirma que pastores e fazendeiros tibetanos estão sendo “submetidos a um treinamento vocacional centralizado de ‘estilo militar’, que visa reformar o ‘pensamento retrógrado’ e inclui treinamento em ‘disciplina de trabalho’, leis e de Língua chinesa”.

Em um estudo sobre essa nova política chinesa introduzida no Tibete, Zenz conta que os documentos afirmam que a “gestão rigorosa do estilo militar” do processo de treinamento vocacional “fortalece a fraca disciplina de trabalho [dos tibetanos]” e reforma seu “pensamento retrógrado”.

Os relatórios também afirmam que o Estado deve “parar de criar pessoas preguiçosas” e “diluir a influência negativa da religião”. 

Neste processo de “treinamento” elaborado por Pequim, os tibetanos são “encorajados” a entregar suas terras e rebanhos a cooperativas estatais — em troca de ações — e se tornam trabalhadores assalariados. 

Os treinamentos são feitos de acordo com as necessidade das indústrias, destaca o jornal Gazeta do Povo.

As revelações ocorrem em um momento de renovada pressão do regime comunista de Xi Jinping contra o separatismo no Tibete.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram