- PUBLICIDADE -

China começa a sentir os impactos das tarifas impostas por Trump

- PUBLICIDADE -

Caso novas tarifas sejam impostas pelo governo dos Estados Unidos, Pequim irá retaliar, advertiu o porta-voz da chancelaria chinesa, Geng Shuang, durante uma coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (1).

Geng Shuang acrescentou, conforme reportado pelo Sputnik:

A posição da China permanece clara e inalterada: chantagem e pressão por parte dos EUA contra a RPC [República Popular da China] nunca vai funcionar.

O porta-voz da chancelaria do regime comunista acrescentou:

Se os EUA tomarem medidas para agravar a situação, a China, indubitavelmente, adotará as contramedidas necessárias para proteger seus direitos e interesses legítimos.

Segundo informações do jornal Valor Econômico, a estratégia comercial dos Estados Unidos “começa a afetar o crescimento econômico” da China, “sinalizando que um estímulo maior pode estar por vir”.

Em matéria publicada dias atrás no Wall Street Journal (WSJ), o economista Donald L. Luskin explicou a razão pela qual a “China está perdendo a guerra comercial contra Trump”.

Além das atuais tarifas impostas pelo presidente Donald Trump, a Casa Branca anunciou que planeja introduzir tarifas de 25% sobre as importações de bens chineses, no valor total de 200 bilhões de dólares (R$ 750 bilhões).

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -