Português   English   Español

China denuncia intimidação dos EUA ao Irã

China denuncia intimidação dos EUA ao Irã
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Teerã anunciou ter começado a enriquecer urânio a um nível acima do permitido pelo acordo internacional sobre seu programa nuclear.


O regime comunista da China atribuiu, nesta segunda-feira (8), a intimidação dos Estados Unidos às tensões atuais com o Irã.

Segundo a revista ISTOÉ, o porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores, Geng Shuang, afirmou:

“A pressão máxima dos Estados Unidos sobre o Irã é a fonte da crise nuclear iraniana. […] Os fatos demonstram que a intimidação unilateral se torna a cada dia em um tumor que se agrava, que gera em escala mundial problemas ainda mais perigosos e crises ainda mais importantes.”

Teerã anunciou no domingo (7) que começou a enriquecer urânio a um nível acima do permitido pelo acordo de 2015 sobre seu programa nuclear.

Apesar das críticas, o regime iraniano afirma que a decisão de deixar de cumprir progressivamente alguns de seus compromissos busca apenas salvar o acordo assinado com a União Europeia, Alemanha e os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (Estados Unidos, França, Reino Unido, China e Rússia).

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...