Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China destruiu milhares de mesquitas na província de Xinjiang

Tarciso Morais

Tarciso Morais

China destruiu milhares de mesquitas na província de Xinjiang
COMPARTILHE

A perseguição comunista contra a minoria muçulmana já é bastante conhecida.

O regime comunista da China está destruindo mesquitas na província de Xinjiang como parte de um projeto de perseguição ao povo uigur.

Usando imagens de satélite, o estudo estima que aproximadamente 16 mil mesquitas em Xinjiang já foram destruídas ou danificadas.

A estimativa é de que 8,5 mil mesquitas tenham sido totalmente demolidas. Além disso, 30% de outros locais sagrados islâmicos foram demolidos em Xinjiang e outros 28% foram danificados ou alterados de alguma forma, destaca o jornal Gazeta do Povo.

A denúncia foi feita em estudo conduzido pelo Instituto Australiano de Política Estratégica (Aspi, na sigla em inglês).

Nathan Ruser, autor da pesquisa, declarou:

“O governo chinês embarcou em uma campanha sistemática e intencional para desgastar e redefinir a cultura dos uigures e de outras comunidades de língua turca a fim de tornar essas tradições culturais subservientes à nação chinesa.”

O objetivo do Partido Comunista Chinês (PCCh) é apagar a cultura e a religião da minoria muçulmana.

Os uigures são um grupo minoritário muçulmano de aproximadamente 11 milhões de pessoas que vivem principalmente na região noroeste da China.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram