Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China deveria estar ‘totalmente envergonhada’, diz premiê da Austrália

China deveria estar ‘totalmente envergonhada’, diz premiê da Austrália
COMPARTILHE

"O governo chinês deveria estar totalmente envergonhado desta publicação”, diz premiê.

O primeiro-ministro da AustráliaScott Morrison, classificou, nesta segunda-feira (30), a publicação de um porta-voz do regime comunista da China como “ultrajante”. 

No último domingo (29), em mensagem no Twitter, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Lijian Zhao, compartilhou uma imagem falsa de um soldado australiano degolando uma criança do Afeganistão

Ao comentar sobre a publicação, o premiê Morrison declarou: 

“É totalmente ultrajante e não pode ser justificado de forma alguma.” 

E acrescentou: 

“O governo chinês deveria estar totalmente envergonhado desta publicação. Isso os diminui aos olhos do mundo.” 

Morrison e outros exigiram um pedido formal de desculpas de Pequim por causa da imagem “repugnante”.  

No entanto, a publicação permanece no perfil verificado do porta-voz chinês na rede social. 

O regime chinês também recusou fazer qualquer pedido de desculpas, em vez disso dobrou a acusação de que a Austrália não parece envergonhada de seus “crimes de guerra flagrantes” no Afeganistão e mais preocupada com o constrangimento público de um simples tuíte. 

A provocação chinesa faz referência a um relatório publicado no início deste mês que aponta que as forças especiais da Austrália estavam envolvidas em dezenas de “assassinatos ilegais” de civis e prisioneiros afegãos. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE