Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China diz que críticas de Taiwan à OMS são ‘venenosas’

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
China volta a ameaçar Taiwan com invasão militar

China acusa Taiwan de  usar o coronavírus para “buscar independência” e “atacar venenosamente a OMS”. 

A China acusou Taiwan, nesta quinta-feira (9), de agir “venenosamente” para atacar a Organização Mundial da Saúde (OMS) e de usar o novo coronavírus na tentativa de buscar independência.

As tensões entre as nações aumentaram após a proliferação da pandemia, porque, em parte, o governo de Taiwan afirma que Pequim trabalhou nos bastidores para mantê-lo fora da organização.

A China acusou o Partido Progressista Democrático de Taipei de “usar o vírus sem escrúpulos para buscar independência, atacar venenosamente a OMS e sua equipe responsável, conivendo-se com o exército verde da Internet para espalhar comentários racistas”, informa a agência Reuters.

Tsai Ing-wen, presidente de Taiwan, disse que se o diretor-chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, visitar Taiwan e ver os “esforços [do país] para combater o Covid-19 por si mesmo”, ele poderá ver que o povo de Taiwan é a verdadeira vítima de tratamento injusto.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email