- PUBLICIDADE -

China diz que suas vacinas ‘não têm taxas de proteção muito altas’

Coronavac tem eficácia de 63,5%, diz Indonésia
- PUBLICIDADE -

Pequim está considerando formas de melhorar o processo de imunização.

As vacinas desenvolvidas na China contra o coronavírus “não têm taxas de proteção muito altas”. 

A informação foi divulgada pelo diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China, Gao Fu, no último sábado (10). 

Durante uma conferência em Chengdu, o oficial disse que o regime comunista está considerando formas de melhorar o processo de imunização:

“Agora está sob consideração formal se devemos usar vacinas diferentes, de linhas técnicas diferentes, para o processo de imunização.”

Ambas as vacinas da China usam vírus inativado para treinar as células de defesa do organismo contra a doença.

Até agora, a China não autorizou o uso de nenhuma vacina estrangeira no país.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -