Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China domina mercado da vigilância com inteligência artificial

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
China domina mercado da vigilância com inteligência artificial

A possibilidade de monitorar a população através da inteligência artificial está gerando bilhões para empresas chinesas.

Em rápida proliferação por todo o globo, a Inteligência Artificial está sendo implementada em diversas operações: reconhecimento de fala, vídeos deepfake, monitoramento de tráfego, entre outras.

Esta tecnologia, no entanto, também está sendo cada vez mais utilizada por governos para monitorar e rastrear cidadãos, o que tem deixado muita gente de cabelos em pé.

Pelo menos 75 das 176 nações pesquisadas globalmente estão usando ativamente a Inteligência Artificial para fins de vigilância, de acordo com um estudo da “Carnegie Endowment for International Peace”.

Esta vigilância inclui sistemas de reconhecimento facial, ferramentas inteligentes de policiamento e o estabelecimento de plataformas urbanas seguras.

Os principais fornecedores destes sistemas em todo o mundo são empresas da China, lideradas pela gigante Huawei, que fornece essas tecnologias para pelo menos 50 países.

O autor do estudo, Steven Feldstein, ressaltou que essas ferramentas estão sendo utilizadas para “alcançar uma série de objetivos políticos – alguns legais, outros que violam os direitos humanos e muitos deles caem em um meio termo obscuro”, informa o site QZ.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email