China é quem tem mais a ganhar com Talibã no Afeganistão

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Regime chinês quer expandir suas raízes e interesses no Afeganistão.

O Afeganistão — que voltou ao comando do Talibã esta semana — está entre os países mais pobres do mundo. 

O cientista político afegão, Khalid Yousafzai, afirmou que, dos países que já reconheceram o governo dos talibãs, a China é quem mais tem a ganhar:

“Em primeiro lugar, a China também está feliz que os Estados Unidos tenham se retirado de seu ‘quintal’. E agora eles podem fazer o que eles quiserem neste espaço desgovernado.” 

Especialista em políticas energéticas pela Sciences Po, de Paris, Yousafzai acrescentou:

“O Talibã está desesperadamente buscando reconhecimento e atenção e, em troca disso, vai permitir que façam o que quiserem com o país, em termos geopolíticos e econômicos. Para a China, é um grande escopo para expandir suas raízes e interesses no Afeganistão.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.