Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China entende que crise do coronavírus pode gerar confronto com EUA

China ameça EUA com sanções por venda de armas a Taiwan
COMPARTILHE

Regime chinês admite a possibilidade de o coronavírus gerar um confronto armado com os EUA.

Um relatório interno da China informa que o regime comunista enfrenta uma onda crescente de hostilidade em meio à pandemia de coronavírus.

Este clima hostil pode levar as relações com os Estados Unidos a um estágio de confronto, disseram fontes à agência Reuters.

O relatório foi apresentado no início do mês passado pelo Ministério da Segurança do Estado aos principais líderes do Partido Comunista Chinês, incluindo o mandatário Xi Jinping.

O documento concluiu que o sentimento global contra o regime comunista está em seu nível mais alto desde a repressão de 1989 na Praça da Paz Celestial.

Como resultado do cenário atual, Pequim enfrenta uma onda de sentimento anti-China liderada pelo governo Donald Trump.

Ainda de acordo com o texto, no pior cenário possível, a China precisa estar preparada para um confronto armado entre as duas potências globais.

“Não tenho informações relevantes”, disse o gabinete do porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China em resposta aos questionamentos da Reuters sobre o relatório.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários