Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

China entende que crise do coronavírus pode gerar confronto com EUA

Tarciso Morais

Tarciso Morais

China ameça EUA com sanções por venda de armas a Taiwan
COMPARTILHE

Regime chinês admite a possibilidade de o coronavírus gerar um confronto armado com os EUA.

Um relatório interno da China informa que o regime comunista enfrenta uma onda crescente de hostilidade em meio à pandemia de coronavírus.

Este clima hostil pode levar as relações com os Estados Unidos a um estágio de confronto, disseram fontes à agência Reuters.

O relatório foi apresentado no início do mês passado pelo Ministério da Segurança do Estado aos principais líderes do Partido Comunista Chinês, incluindo o mandatário Xi Jinping.

O documento concluiu que o sentimento global contra o regime comunista está em seu nível mais alto desde a repressão de 1989 na Praça da Paz Celestial.

Como resultado do cenário atual, Pequim enfrenta uma onda de sentimento anti-China liderada pelo governo Donald Trump.

Ainda de acordo com o texto, no pior cenário possível, a China precisa estar preparada para um confronto armado entre as duas potências globais.

“Não tenho informações relevantes”, disse o gabinete do porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China em resposta aos questionamentos da Reuters sobre o relatório.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM