Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China envia mais militares para epicentro do surto de coronavírus

China envia mais militares para epicentro do surto de coronavírus
COMPARTILHE

Oito aviões desembarcaram nas últimas horas em Wuhan com militares chineses e suprimentos médicos. 

Xi Jinping, mandatário da China, ordenou, neste domingo (2), o envio de mais militares para auxiliar os médicos no atendimento aos pacientes sofrendo com o novo surto de coronavírus

Anteriormente, 450 militares com experiência de enfermagem e cirurgia já tinham sido escalados para atuar no hospital. 

Agora, 1.400 militares das Forças Armadas vão desembarcar na cidade de Wuhan, epicentro do surto da doença.

A ação é considerada a maior operação de transporte não militar desde o terremoto de Yushu, que matou 600 pessoas e deixou 10 mil feridos na província de Qinghai, em 2010.

Em entrevista à emissora chinesa CGTN, o soldado Mao Qi, membro da equipe médica, declarou:

“Quando recebemos a ordem, não hesitamos. O país precisa de nós à medida que a epidemia piora. Como soldados, devemos estar na linha de frente.”

A soldado Ma Ling acrescentou:

“Esta missão é especial. Não estamos familiarizados com o ambiente. Estamos preparados, mas não sabemos quanto tempo isso vai durar. Ainda há algumas incertezas.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários