Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China escondeu intencionalmente a gravidade da pandemia, diz EUA

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Chanceler da China denuncia ‘intimidação econômica’ dos EUA

Pequim teria aumentado a importação e ao mesmo tempo freado a exportação de suprimentos médicos.

O regime comunista da China “ocultou intencionalmente a severidade” da pandemia do novo coronavírus no início de 2020. 

A informação está presente em um relatório de inteligência de quatro páginas do Departamento de Segurança Interna dos EUA obtido pela agência de notícias Associated Press neste domingo (3).

Datado de 1º de maio, o documento afirma que autoridades em Pequim já sabiam sobre o potencial de contaminação do Covid-19 em janeiro, mas inicialmente esconderam o fato para estocar suprimentos médicos necessários para responder ao surto. 

O relatório afirma ainda que o Partido Comunista Chinês deixou de informar a Organização Mundial de Saúde (OMS) de que o coronavírus “era contagioso” durante boa parte do mês de janeiro.

Dessa forma, a China teve tempo para solicitar suprimentos médicos do exterior. Importações de máscaras, aventais cirúrgicos e luvas aumentaram acentuadamente, acima do normal, destaca o relatório.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email