- PUBLICIDADE -

China faz simulação militar de reação a ataques nucleares

Regime comunista da China celebra 70 anos com desfile militar

EUA e Rússia concentram mais de 90% das bombas nucleares existentes.

- PUBLICIDADE -

Em meio ao complicado relacionamento com os Estados Unidos, o regime comunista da China está elevando seus treinamentos para o caso de um ataque nuclear.

Desde abril, a Força de Foguetes do Exército de Libertação Popular tem feito exercícios até aqui inéditos, em conjunto com outros ramos das Forças Armadas, destaca o jornal Folha.

Ao contrário dos exercícios aeronavais recentes, essas simulações são vistas por analistas militares chineses como uma preocupação real do Exército de tratar de uma área subestimada.

Duas semanas atrás, o governo Donald Trump posicionou três bombardeiros furtivos B-2, com capacidade nuclear, na sua base na ilha de Diego Garcia, no oceano Índico.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -