PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

China infiltra-se em universidades da Nova Zelândia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

PCCh procura manter um rígido controle sobre o que é dito acerca da China.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Espiões do Partido Comunista Chinês (PCCh) estão se infiltrando nas universidades da Nova Zelândia.

O professor Stephen Noakes, da Universidade de Auckland, afirmou que pessoas que não estavam matriculadas em seu curso assistiram a suas palestras e pareciam estar coletando informações.

Dois outros acadêmicos relataram experiências semelhantes nas cidades de Wellington e Christchurch.

As denúncias dos professores foram divulgadas na série de podcasts Red Line, feita pelo jornal local RNZ, que foi lançada nesta segunda-feira (28).

Os docentes alertam que os comunista chineses procuram manter um rígido controle sobre o que é dito acerca da China e de sua história, tanto dentro quanto fora dos seus limites territoriais.

A professora Catherine Churchman, que ensina história chinesa antiga na Victoria University, em Wellington, comentou sobre um estranho caso que aconteceu em 2017.

Durante uma de suas aulas, um homem que ela pensava ser um estudante a repreendeu sobre o conteúdo de sua palestra:

“Eu olhei para ele e pensei, ‘O que você está realmente [fazendo] na minha aula?’ E ele disse: ‘Sou um professor visitante’. E eu disse, ‘bem, você não deveria estar aqui’.”

Catherine Churchman, professora da Victoria University, na Nova Zelândia. | Foto: Reprodução / KE Ooi

Mais tarde, ela disse ter visto o homem descer de um ônibus perto da embaixada da China na cidade.

Catherine Churchman acrescentou:

“Talvez tenha sido apenas uma coincidência. Talvez ele morasse lá, não sei.”

E completou:

“Mas o fato de que ele estava bastante determinado a tentar me envolver para descobrir coisas; que ele entrou na minha aula sem pedir permissão e tentou me corrigir com a … ‘posição oficial’ sobre a história chinesa. Eu achei isso bastante suspeito.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.