China isola novas regiões ao ver coronavírus perto de Xangai

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Xangai é a cidade mais populosa do país. China tenta evitar a expansão do coronavírus por lá.

A China adotou, nesta terça-feira (4), novas medidas de confinamento que afetam milhões de pessoas em regiões próximas a Xangai.

Xangai é o coração econômico do país. O objetivo do regime é impedir o avanço da epidemia de coronavírus, que segue em propagação e já matou mais de 490 pessoas.

A quarentena está afetando quase 12 milhões de moradores em várias cidades do território chinês — uma delas fica a apenas 175 km da metrópole de Xangai, informa o site UOL.

Até agora, mais de 56 milhões de pessoas estavam confinadas na província de Hubei, considerada o epicentro da epidemia do novo coronavírus.

O número de vítimas fatais na China continental já é superior às provocadas há quase duas décadas pela Síndrome Respiratória Aguda Severa (SARS). 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.