Português   English   Español

China mandou Hong Kong não aceitar demandas de manifestantes

China mandou Hong Kong não aceitar demandas de manifestantes
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O papel da China no direcionamento de como Hong Kong lida com os protestos já era suspeitado por muitos.


A China rejeitou a proposta de cancelar o polêmico projeto de lei de extradição e ordenou que a executiva-chefe de Hong Kong, Carrie Lam, não cedesse a nenhuma das exigências dos manifestantes na ocasião.

A rejeição de Pequim à proposta para resolver a crise, detalhada pela primeira vez à agência Reuters, representa indícios concretos da extensão do controle chinês sobre a reação do governo de Hong Kong aos protestos.

O regime comunista da China repreendeu os protestos e acusou potências estrangeiras de atiçarem a revolta.

O Ministério das Relações Exteriores também alertou outras nações a não interferirem em Hong Kong diversas vezes, reiterando que a situação no local é um “assunto interno”.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on reddit
Share on linkedin
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...