China não quer games com homens ‘afeminados’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

China pede que empresas não programem jogos com homens "afeminados"..

Duas empresas chinesas do mundo dos games, Tencent e NetEase, receberam um controverso comunicado de autoridades do Partido Comunista Chinês (PCCh).

O texto impõe novas restrições ao desenvolvimento de jogos. O objetivo é evitar a produção de títulos com homens “afeminados“. 

O termo foi encontrado em documentos oficiais apresentados pelo regime e divulgados pela agência de notícias, Xinhua, na semana passada.

Inicialmente, como nós noticiamos, a medida seria voltada apenas para os canais de televisão da China. Agora, a restrição também se estendeu para a indústria dos jogos. 

O conteúdo obsceno e violento, e aquelas tendências prejudiciais à saúde, como adoração ao dinheiro e afeminação, devem ser removidos”, diz um trecho do relatório no qual a agência chinesa teve acesso.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.