China não quer ninguém se metendo nos assuntos da Venezuela

Idiomas:

Português   English   Español
China não quer ninguém se metendo nos assuntos da Venezuela
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Pequim condenou a interferência externa na Venezuela e defendeu negociações internas.


Um dos poucos aliados da ditadura de Nicolás Maduro, na Venezuela, o regime comunista da China se manifestou em favor da busca do diálogo e do equilíbrio para resolver o impasse no país latino-americano.

Por intermédio do Ministério das Relações Exteriores, Pequim condenou qualquer tentativa de ingerência e apelaram por negociações internas.

Segundo a agência “EBC“, o porta-voz da Chancelaria chinesa, Hua Chunying, disse que o regime acompanha de perto a crise venezuelana e afirmou:

“A China perseguiu sistematicamente o princípio da não interferência nos assuntos internos de outros países, e nós nos opomos à interferência estrangeira nos assuntos internos da Venezuela.”

De acordo com Chunying, é fundamental que todas “as partes permaneçam racionais e calmas e buscando uma solução política” por meio de um “diálogo pacífico dentro do marco constitucional da Venezuela”.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...