Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

China não quer ninguém se metendo nos assuntos da Venezuela

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
China não quer ninguém se metendo nos assuntos da Venezuela

Pequim condenou a interferência externa na Venezuela e defendeu negociações internas.

Um dos poucos aliados da ditadura de Nicolás Maduro, na Venezuela, o regime comunista da China se manifestou em favor da busca do diálogo e do equilíbrio para resolver o impasse no país latino-americano.

Por intermédio do Ministério das Relações Exteriores, Pequim condenou qualquer tentativa de ingerência e apelaram por negociações internas.

Segundo a agência “EBC“, o porta-voz da Chancelaria chinesa, Hua Chunying, disse que o regime acompanha de perto a crise venezuelana e afirmou:

“A China perseguiu sistematicamente o princípio da não interferência nos assuntos internos de outros países, e nós nos opomos à interferência estrangeira nos assuntos internos da Venezuela.”

De acordo com Chunying, é fundamental que todas “as partes permaneçam racionais e calmas e buscando uma solução política” por meio de um “diálogo pacífico dentro do marco constitucional da Venezuela”.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email