PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

China pede repressão mais intensa às criptomoedas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A convocação acontece após o Conselho de Estado da China prometer reprimir as criptos.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O regime comunista da China voltou a afetar severamente, nesta segunda-feira (21), o mercado de criptomoedas.

O Banco Central em Pequim disse ter convocado bancos e instituições de pagamento a reprimir mais intensamente o comércio das moedas digitais.

A convocação acontece após o Conselho de Estado da China prometer reprimir o comércio e mineração de Bitcoins no mês passado.

O órgão financeiro chinês pediu às instituições para lançar verificações completas nas contas dos clientes para identificar os envolvidos em transações de criptomoeda e cortar prontamente seus canais de pagamento.

De acordo com um comunicado divulgado pela agência Reuters, o Banco Central da China declarou:

“O comércio especulativo em moedas virtuais turva a ordem econômica e financeira, gera os riscos de atividades criminosas, como transferências ilegais de ativos e lavagem de dinheiro, e põe em perigo a riqueza das pessoas.”

Desde o início da manhã desta segunda o mercado de criptomoedas vem sofrendo uma baixa generalizada, com o Bitcoin apresentando uma queda de quase 7% nas últimas 24 horas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.