China pressionou cientista da OMS sobre origem da pandemia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Não queriam nada sobre o laboratório no documento”, diz especialista sobre a China.

Peter Ben Embarek, especialista em segurança alimentar e doenças animais, liderou a investigação da OMS sobre as origens da pandemia do novo coronavírus.

Peter afirmou que o Partido Comunista da China (PCCh) pôs contra a parede a OMS, com a finalidade de o órgão rejeitar a teoria segundo a qual o vírus vazou de um laboratório em Wuhan, no país asiático. 

A denúncia foi proferida pelo especialista no documentário “O Mistério do Vírus”, que foi veiculado por emissoras da Dinamarca na última quinta-feira (12).

Peter afirmou que os colegas chineses influenciaram a apresentação das descobertas da equipe enviada pela OMS. 

Os pesquisadores a serviço do PCCh teriam sido contrários a fazer conexão entre as origens do patógeno e o Instituto de Virologia de Wuhan, em relatório que detalhou o inquérito. 

No documentário, Peter afirmou:

“No início, não queriam nada sobre o laboratório no documento, porque era impossível. Então, não havia necessidade de perder tempo com isso.”

E acrescentou:

“Insistimos em incluir. Fazia parte de toda a questão sobre a origem do vírus.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.