- PUBLICIDADE -

China promete retaliar novas sanções dos EUA

China aplica tarifas contra os EUA; Trump promete resposta

- PUBLICIDADE -

“Exortamos os EUA a corrigirem esta decisão equivocada”, diz o regime comunista chinês.

A China afirmou, nesta sexta-feira (10), que vai adotar “medidas recíprocas” contra os Estados Unidos após a imposição de sanções por supostos abusos de direitos humanos contra a minoria muçulmana uigur.

O regime comunista descreveu as novas sanções do governo Donald Trump como “profundamente prejudiciais” para as relações mútuas.

De acordo com a agência Reuters, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, declarou:

“À luz destas ações equivocadas, a China imporá medidas recíprocas a autoridades e organizações dos EUA que demonstraram um comportamento ofensivo quanto aos direitos humanos em relação ao assuntos de Xinjiang.”

E acrescentou:

“Exortamos os EUA a corrigirem esta decisão equivocada. Se os EUA continuarem, a China adotará contramedidas firmes.”

Segundo a agência France-Presse, nesta sexta-feira (10), o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que as relações com Pequim foram “seriamente afetadas” pela pandemia do coronavírus:

“As relações com a China foram seriamente afetadas. Eles poderiam ter parado a praga, poderiam ter parado a praga e não o fizeram.”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -