- PUBLICIDADE -

China pune agricultores da Austrália após atrito sobre pandemia

Austrália ignora ameaças da China ao insistir em investigação
Imagem: Reprodução/Twitter
- PUBLICIDADE -

Os agricultores australianos estão na linha de frente da tensão diplomática entre a China e a Austrália.

A decisão da China de punir com tarifas a cevada da Austrália levou incerteza ao agricultores, o que pode gerar uma perda de centenas de milhões de dólares.

Na semana passada, Pequim decidiu aplicar¹ tarifas de 80,5% à cevada australiana, privando assim os produtores de cereais do país desse mercado, o mais importante para eles.

O regime comunista chinês justificou o novo imposto dizendo que houve dumping — venda a um preço abaixo do custo de mercado — na cevada importada da Austrália, que ameaçou recorrer à Organização Mundial do Comércio (OMC).

Apesar de ambos os países sustentarem que o que está por trás deste caso é uma disputa comercial, é importante destacar que anúncio da China tenha ocorrido apenas alguns dias após a Assembleia Mundial da Saúde, realizada em 17 de maio.

Durante o evento, mais de 130 nações assinaram uma moção promovida pela Austrália e pelos Estados Unidos, pedindo uma investigação² sobre as origens da pandemia de coronavírus.

Anteriormente, o embaixador da China em Camberra, Cheng Jingye, já havia alertado³ que uma retaliação econômica poderia ser tomada, se a Austrália insistisse em pedir uma investigação sobre o vírus.

Referências: [1][2][3]
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -