Português   English   Español

China punirá autores de testes genéticos com embriões humanos

Os supostos avanços feitos por cientista da China não deixaram o regime comunista satisfeito.

O diretor-adjunto da Comissão Nacional de Saúde da China, Zeng Yixin, anunciou nesta quinta-feira (29) que “punirá” firmemente os responsáveis por um caso que “viola leis e regulações”, além dos “princípios éticos”.

O membro da ditadura chinesa estava se referindo aos embriões humanos supostamente modificados geneticamente pelo cientista chinês He Jiankui.

O cientista He Jiankui afirmou há três dias ter criado os primeiros bebês geneticamente modificados do mundo, conforme a Renova Mídia.

Em discurso no Congresso Internacional de Edição de Genomas Humanos, na Universidade de Hong Kong, ele disse estar “orgulhoso” pelo uso da técnica de edição genética CRISPR/Cas9 em duas gêmeas e destacou que o estudo não tinha o objetivo de eliminar doenças genéticas, mas de “dar às meninas a habilidade natural” para resistir a uma possível futura infecção ao vírus HIV.

O vice-ministro de Ciência e Tecnologia chinês, Xu Nanping, acrescentou que o regime combaterá as experiências e confirmou a suspensão das pesquisas conduzidas pelo cientista chinês que modificou os genes de gêmeas futura infecção ao vírus HIV.

“É contra a lei e contra a ética. É inaceitável”, afirmou, segundo informações da Agência Brasil.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter