China quer ‘relações amistosas’ com o Talibã

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

China compartilha 76 quilômetros de fronteira com o Afeganistão.

O regime comunista da China afirmou, nesta segunda-feira (15), que deseja manter “relações amistosas” com o Talibã.

Um dia depois da entrada dos terroristas em Cabul e do colapso do governo, o porta-voz da diplomacia chinesa, Hua Chunying, afirmou:

“[O país asiático] respeita o direito do povo afegão a decidir seu próprio destino e futuro e deseja seguir mantendo relações amistosas e de cooperação com o Afeganistão.”

Chunying acrescentou:

“Os talibãs indicaram várias vezes a esperança de desenvolver boas relações com a China.”

O porta-voz completou dizendo que a embaixada chinesa em Cabul, capital do Afeganistão, “continua funcionando normalmente“.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.