Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China reforça censura online sobre coronavírus

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Washington Post e Guardian na lista de censura da China
COMPARTILHE

A censura na China tem se intensificado sob o governo do presidente Xi Jinping.

A epidemia de coronavírus segue testando os limites da liberdade de expressão nas redes sociais altamente censuradas na China.

Na semana passada, a Administração do Ciberespaço da China (CAC) anunciou que havia punido alguns sites, aplicativos e contas de mídia social por publicar conteúdo ilícito sobre o vírus. 

O órgão do regime comunista disse que as punições visavam promover um “bom ambiente online” em meio aos esforços do país para conter a epidemia.

Um alerta divulgado pela CAC pediu a veículos jornalísticos que elevassem o controle sobre “informações e boatos prejudiciais” relacionados ao vírus.

O órgão também pediu que os jornais se limitassem a divulgar informações da mídia oficial, como a Xinhua e o People’s Daily.

Algumas matérias investigativas publicadas por meios de comunicação locais de Wuhan também foram excluídas da internet chinesa, informa o portal Terra.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram