Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China, Rússia e Turquia se posicionam a favor do ditador Maduro

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
China Rússia e Turquia se posicionam a favor do ditador Maduro

O governo da Rússia afirmou nesta quinta-feira (24) que Nicolás Maduro é o presidente legítimo da Venezuela.

Outros países, como a China e a Turquia, também disseram ser contra uma eventual interferência dos Estados Unidos sobre as decisões internas da Venezuela.

Os países deixaram claro que tentativas externas de “usurpar o poder” descumprem com a lei internacional.

Dmitri Peskov, porta-voz do governo russo, afirmou que uma intervenção é “inaceitável” e que declarações sobre forças militares estrangeiras entrando em ação no país são muito perigosas.

Questionado se a Rússia, antiga aliada do regime chavista, estaria disposta a dar asilo a Nicolás Maduro, o porta-voz afirmou que ele é o líder legítimo do país.

O regime comunista da China também declarou apoio a Maduro e pediu que todos os lados permaneçam calmos para achar uma solução pacífica.

O líder da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, também se posicionou a favor do ditador venezuelano. O porta-voz turco disse que o regime islâmico se mantém contra qualquer tentativa de golpe de Estado no parceiro latino-americano.

A Síria também condenou o que descreve como uma “flagrante intervenção” americana sobre os interesses venezuelanos.

O Irã acompanhou os outros aliados de Caracas e denunciou o episódio, caracterizando como um golpe e uma tentativa ilegal de tomar o poder, registra o “Estadão“.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias