Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

China sai em defesa da atuação da OMS na pandemia de coronavírus

Tarciso Morais

Tarciso Morais

China defende OMS após críticas de Donald Trump
COMPARTILHE

“Tentativas de atacar ou chantagear a OMS serão rejeitadas pela comunidade global”, diz o chanceler chinês.

Wang Yi, ministro das Relações Exteriores da China, afirmou, neste domingo (24), que qualquer ação judicial movida contra o país sobre a pandemia do novo coronavírus tem “zero base factual e de direito internacional”. 

Em entrevista¹ coletiva, Wang disse que as nações que “jogam lama” na Organização Mundial da Saúde (OMS) vão ficar manchadas na história:

“Quanto à posição internacional da OMS e seu lugar na história, tenho certeza que as pessoas pelo mundo chegarão a uma conclusão justa, que não será alterada apenas porque algum país não gosta [da entidade].”

Wang reforçou² a defesa da OMS contra as críticas do governo Donald Trump, alertando que os Estados Unidos não devem tentar minar a entidade internacional através da retenção de fundos: 

“A OMS não atende a nenhum país em particular e não deve olhar para nenhum país que ofereça mais recursos do que outros. Tentativas de atacar ou chantagear a OMS serão rejeitadas pela comunidade global.”

Referências: [1][2]
- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.