Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China tenta adquirir maior empresa de energia de Portugal

COMPARTILHE

A tentativa de controlar a maior empresa de energia elétrica de Portugal por uma empresa estatal da China pode ter repercussões na Europa e na América do Norte.

A Corporação das Três Gargantas da China, com sede em Pequim, anunciou em 11 de maio que fez uma oferta em dinheiro de 9 bilhões de euros (US$ 10,9 bilhões) para comprar a Energias de Portugal (EDP).

A Três Gargantas já possuía uma participação de 23% na empresa antes dessa tentativa de aquisição.

A oferta representa um pequeno prêmio de 5% sobre o preço de fechamento das ações da EDP em 10 de maio, e avalia toda a empresa numa dívida líquida de 11,8 bilhões de euros.

De acordo com informações da Epoch Times:

Um lance de compra pela EDP não é surpreendente, pois há rumores de que a empresa é alvo de aquisições há anos, incluindo por rivais europeus como a francesa Energie e a espanhola Gas Natural. Nos últimos dois anos, a Três Gargantas aumentou de forma constante sua participação acionária na empresa em antecipação a uma aquisição. Outra empresa de investimento estatal chinesa, a CNIC, detém 5% da EDP, o que dá à China uma participação total de 28% antes da última oferta.

A EDP é parte integrante da infraestrutura energética e empresarial de Portugal. Não é apenas a maior empresa de Portugal em ativos, é também a maior geradora, distribuidora e operadora de rede elétrica do país. A EDP também possui ativos no Brasil, nos Estados Unidos e na Espanha.

O acordo exigirá aprovação em Portugal e nos Estados Unidos, onde a EDP possui um grande portfólio de ativos em geração solar e eólica. A Reuters informou que o primeiro-ministro português Antonio Costa disse a repórteres em 11 de maio que “o governo não tem nada contra isso, nem reservas” em relação ao acordo.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários