Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China tenta atrair Brasil para a Nova Rota da Seda

Tarciso Morais

Tarciso Morais

China tenta atrair Brasil para a Nova Rota da Seda
COMPARTILHE

China lançou o maior plano de investimentos da história da humanidade. Ele inclui uma quantidade astronômica de dinheiro: nada menos do que US$ 5 trilhões.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, está com viagem marcada para Pequim, no próximo dia 23 de maio.

Mourão deverá ser confrontado com o interesse da China em atrair o Brasil para a chamada Nova Rota da Seda (“One Belt, One Road”, ou Iniciativa do Cinturão e Rota).

Trata-se de um megaprojeto mundial de investimentos chineses em infraestrutura que é visto com muita desconfiança pelos Estados Unidos e por outras nações.

O projeto foi lançado em 2013 pelo regime comunista chinês para investir mais de 1 trilhão de dólares em infraestrutura na Ásia, Europa, Oriente Médio e África.

A possibilidade de assinatura futura de um memorando de entendimento com o Brasil é um dos temas que os chineses tendem a levantar duranta a visita de Mourão, segundo o jornal Valor Econômico.

Mourão vai a Pequim comandar a delegação brasileira na reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação (Cosban), a maior instância permanente de diálogo e cooperação bilateral.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram