Português   English   Español

China tenta controlar suprimento global de lítio

A China está lentamente adquirindo controle sobre o fornecimento global de lítio, um importante mineral na cadeia de suprimento de produção de novas tecnologias.

O lítio é um mineral essencial para a produção de baterias de alta capacidade, que alimentam os smartphones, os carros elétricos e as redes de energia renovável do mundo.

Estima-se que a produção global de carros elétricos aumente drasticamente a demanda por lítio. Quem controla a produção de lítio tem grande influência sobre o preço e a cadeia de suprimentos para essas tecnologias emergentes.

De acordo com informações de Epoch Times:

Em 17 de maio, a Tianqi Lithium, com sede na China, pagou mais de US$ 4 bilhões para comprar uma participação considerável na Sociedad Química y Minera (SQM) do Chile, uma das maiores produtoras de lítio do mundo. A Tianqi comprou a participação na SQM da empresa canadense de fertilizantes Nutrien.

A SQM é estrategicamente importante para o suprimento global de lítio porque talvez seja a produtora mais eficiente. Atualmente, existem dois métodos principais para produzir lítio comercial. A primeira técnica é a mineração de rocha dura, que depende da extração de lítio de minérios, como petalita, lepidolita ou espodumênio, um processo que é caro e demorado. A outra maneira é extrair o lítio da salmoura salina rica em lítio, também conhecida como salar.

Explorando as ocorrências naturais de concentrações de água de salmoura, a SQM é a produtora de lítio de menor custo do mundo. A empresa bombeia salmoura de reservatórios subterrâneos para piscinas retangulares gigantes em todo o deserto chileno. O líquido resultante após a evaporação – o cloreto de lítio – é então enviado para as refinarias para produzir carbonato de lítio.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter