Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China usa fake news para expandir controle da internet

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
China usa fake news para expandir controle da internet
Imagem: Reprodução/TechInAsia

Em decisão na última semana, o regime em Pequim ampliou o controle sobre o acesso à internet.

A instituição oficial que regula a internet na China emitiu um comunicado com recomendações que devem ser adotadas pelas operadoras que atuam em território nacional.

Basicamente, o regime comunista listou uma série de conteúdos que podem e que não podem ser encontrados pelos usuários.

A ideia, no entanto, não é banir completamente sites e serviços como Twitter e Facebook, mas sim esconder certas páginas e dar preferência a outras.

De acordo com o site XinhuaNet, o objetivo é proibir plataformas de exibirem conteúdos que coloquem em perigo a segurança nacional, ciberbullying, segredos de estado, deepfakes, fake news, fofocas, escândalos, notícias com títulos sensacionalistas e “outras atividades ilegais”. 

O comunicado recomenda que as operadoras parem de reproduzir, publicar e copiar esses tipos de produções.

O regime também solicita que, a partir de um algoritmo, as empresas favoreçam a exibição de “conteúdos positivos” e com as “características da cultura chinesa”, isto é, apenas materiais favoráveis à administração de Xi Jinping serão tolerados.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias