Ciclo de alta da Selic pode ser mais longo, diz Banco Central

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

BC indica que ciclo de alta da Selic pode ser mais longo e mais “contracionista”.

O ciclo de alta da taxa Selic pode ser maior que o cogitado pelo mercado financeiro.

As indicações constam em Ata do Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, divulgada nesta terça-feira (28).

É bem possível que a taxa de juros básica continue subindo a um ritmo de 1 ponto porcentual.

A taxa de juros básica da economia está hoje em 6,25% ao ano e as projeções são de mais duas altas de 1 ponto porcentual este ano, chegando a 8,25%

Na ata divulgada pelo jornal Estadão, o BC diz que a estratégia mais apropriada para assegurar a convergência da inflação para as metas de 2022 e 2023 é a manutenção do ritmo atual de ajuste associado ao “aumento da magnitude do ciclo de ajuste da política monetária para patamar significativamente contracionista“.

Ainda na ata, o BC afirmou que discutiu “custos e benefícios” de acelerar o ritmo de alta de juros, mas fez três ponderações. 

A primeira é que o estágio do ciclo de ajuste é caracterizado por uma política monetária já efetivamente contracionista, quando se considera a diferença entre as expectativas para as trajetórias da taxa de juros e da inflação ao longo do horizonte relevante de política monetária.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.