Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Cid Gomes não é vítima, diz líder de PMs amotinados

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Cid Gomes nao e vitima diz lider de PMs amotinados
Imagem: DIDA SAMPAIO / ESTADÃO

“Ele esquece que o policial é treinado para defender a vida das pessoas, quanto mais de colegas, esposas e filhos?”, diz líder grevista.

O ex-deputado federal Cabo Sabino, do Avante, é o líder dos policiais militares amotinados no Ceará.

Sabino disse que o senador licenciado, Cid Gomes, não foi vítima de um atentado ao ser baleado, nesta quarta-feira (19), em Sobral, depois de partir para cima de PMs com uma retroescavadeira.

Em conversa com o site UOL, Sabino declarou:

“Quando [Cid Gomes] chegou ao quartel, ele deu cinco minutos para que policiais, esposas e filhos saíssem em paz. Disse que, se passasse disso, não se responsabilizaria. Depois ele pega esse trator e joga contra eles no quartel.”

O líder do movimento grevista declarou:

“Só que ele esquece que o policial é treinado para defender a vida das pessoas, quanto mais de colegas, esposas e filhos? [Os tiros] Não foram uma ação, foram uma reação. Ele colocou um trator esmagando pessoas. Aquilo não foi um atentado contra aqueles policiais, foi contra todo e qualquer policial, esposas, filhos e qualquer trabalhador.”

O cabo Sabino ainda acusou o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), de atuar em conjunto com Cid contra os policiais:

“Não tenho dúvidas de que Camilo apoiou. Não foi uma atitude impensada: foi articulada. O senador colocou um vídeo nas redes sociais pela manhã, o governador deve ter sido o primeiro a ver. Você não acha que o governador não ligou? Com certeza, teve todo o apoio do governo. Foi ação pensada e articulada.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email