Português   English   Español

Cidadãos da Europa Ocidental fogem da violência trazida pelos imigrantes ilegais e se mudam para Hungria

População do oeste da Europa se mudando para o Leste Europeu é um fenômeno que ninguém poderia imaginar acontecendo décadas atrás.

Apesar de alguns governos europeus tentarem ativamente encobrir o aumento da criminalidade, não há como negar a realidade: muitos países como Alemanha, Bélgica e Suécia, perderam o controle sobre a horda de imigrantes ilegais que entrou nas nações.

Enquanto a Europa Ocidental abriu suas fronteiras e acelerou o processo de islamização do continente durante a crise migratória, países como Hungria, Polônia, Eslováquia e República Checa fizeram o contrário.

A família holandesa Bastiaensen tinha uma casa de férias na Hungria, que agora virou o lar oficial. Eles chegaram a conclusão que a cidade de Budapeste é muito mais segura que Amsterdã, capital da Holanda.

Esta família não é um caso isolado. O corretor de imóveis Robert Kemers confirma que, desde o início da crise migratória, cerca de mil moradores da Bélgica se mudaram para a Hungria.

A situação não está diferente na Alemanha. O empresário do ramo imobiliário, Ottmar Heide, também garante que 8 em cada 10 clientes buscam alternativas para deixar o país por causa da violência trazida pelos imigrantes.

É muito provável que a situação na Europa Ocidental continue a piorar com o retorno de milhares de jihadistas estrangeiros que estavam lutando no Iraque e na Síria ao lado do Estado Islâmico.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter