Cidade da China proíbe celebrações de Natal

Português   English   Español
Cidade da China proíbe celebrações de Natal
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

A cidade chinesa de Langfang, perto de Pequim, proibiu qualquer exibição pública celebrando o Natal, incluindo árvores de Natal, luzes, faixas e quaisquer “atividades religiosas”.

O Partido Comunista da China passou anos tentando dissuadir a população de participar dos festejos de Natal.

A Liga da Juventude Comunista assumiu uma posição particularmente estridente contra o Natal, chamando-o de “dia da vergonha da China” em mensagens de propaganda no ano passado e enchendo os campi de cartazes pedindo aos jovens chineses que não participem das comemorações.

O jornal “Global Times“, um periódico estatal, anunciou a decisão do governo Langfang como uma tentativa de manter um “ambiente limpo”, sugerindo que celebrar o Natal torna a cidade impura.

Citando o Departamento de Administração Urbana da cidade, o jornal observou que empresas e residências enfrentam represálias do governo, sem especificar de que forma, se colocarem cartazes, banners ou caixas de luz nas vendas de Natal.

A cidade também baniu qualquer tipo de árvores de Natal e advertiu que a polícia vai trabalhar horas extras na véspera de Natal e no dia de Natal para evitar que os vendedores de rua vendam produtos natalinos, registra o “Breitbart“.

SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...