Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Cidade dos EUA estuda proibir tecnologia de reconhecimento facial

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Cidade dos EUA estuda proibir tecnologia de reconhecimento facial

Defensores da privacidade estão propondo uma proibição do uso da tecnologia de reconhecimento facial na cidade de Oakland, nos Estados Unidos.

O objetivo é proibir o uso de “qualquer tecnologia de reconhecimento facial” e impedir que qualquer informação obtida através dela seja utilizada.

Brian Hofer, presidente da Comissão de Privacidade de Oakland, disse que a Procuradoria de São Francisco e o Departamento do Xerife da Comarca de Alameda já relataram o uso da tecnologia no combate à criminalidade.

Segundo a CBS, Hofer declarou:

“Precisamos limitar isso agora. Estamos caminhando para alterar a [Lei de Privacidade de Oakland] para proibir o uso da tecnologia de reconhecimento facial por causa dos perigos que ela possui.”

E acrescentou:

“Sabemos que tem uma taxa de erro muito alta, especialmente para mulheres e pessoas de cor. Quanto mais escura a sua pele é, mais problemas ela tem em identificar você.”

Críticos do reconhecimento facial temem que a tecnologia não apenas cometa erros, mas também tire o anonimato dos cidadãos dos Estados Unidos.

“Sempre que eles passarem o seu resto pelo software, tenho certeza de que ele registrará seu endereço, o horário e tudo mais, para que assim seja mantido um controle sobre todos”, disse Richard Hogan, um defensor da proposta de proibição.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias