- PUBLICIDADE -

Cidade rebelde de Masaya resiste a ataque de forças pró-Ortega na Nicarágua

- PUBLICIDADE -

O bravo povo da cidade de Masaya vem resistindo a um duro ataque das forças do regime de Daniel Ortega.

As forças de segurança da Nicarágua lançaram uma nova tentativa de desarticular a resistência na cidade de Masaya, local símbolo dos protestos que já deixaram centenas de mortos nos últimos três meses.

Mais de 1.000 homens fortemente armados com metralhadoras entraram disparando nesta cidade de 100.000 habitantes, localizada a 30 quilômetros ao sul da capital Manágua.

Uma equipe jornalística da AFP tentou entrar na cidade, mas não pôde passar pois as vias foram bloqueadas por policiais de choque e paramilitares, que chegaram em 37 caminhonetes e cercaram Masaya.

Renova Mídia publicou a primeira matéria sobre as tentativas do esquerdista Daniel Ortega para retomar o controle da cidade há quase um mês. Desde então, os moradores resistem aos ataques dos capangas do regime.

Nesta terça-feira (17), direto dos Estados Unidos, o subsecretário de Estado para Assuntos do Hemisfério Ocidental, Francisco Palmieri, pediu “energicamente” ao presidente Ortega “que não ataque Masaya”.

“A contínua violência e o derramamento de sangue promovidos pelo governo da Nicarágua devem cessar imediatamente. O mundo está observando”, tuitou Palmieri.

Foram observados atiradores de elite na nova operação lançada nesta terça, que se concentrou no bairro indígena de Monimbó, onde a população ergueu barricadas de até dois metros.

“Estão nos atacando com armas de grosso calibre, é um dos ataques mais fortes que já lançaram a Masaya. É possível ouvir explosões e disparos de metralhadoras”, relatou à AFP Cristian Fajardo, dirigente do Movimento Estudantil 19 de Abril.

Os jovens resistem “com morteiros e pedras”, continuou.

 

Com informações do Estado de Minas
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -