Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Cientistas de Hong Kong estimam 44 mil infectados por coronavírus

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Cientistas de Hong Kong estimam 44 mil infectados por coronavírus
Imagem: Reprodução/Jornal de Negócios
COMPARTILHE

Cientistas advertem que os governos devem adotar medidas severas para restringir os movimentos populacionais.

Pesquisadores da Universidade de Hong Kong (HKU) afirmaram, nesta segunda-feira (27), que modelos matemáticos estimam que o número atual de casos do novo coronavírus seja superior aos 40 mil.

Gabriel Leung, líder da equipe de investigação da HKU, declarou:

“Precisamos nos preparar para o fato de que esse surto em particular está se tornando uma epidemia global.”

O cientista acrescentou:

“Medidas importantes e draconianas para limitar os movimentos populacionais devem ser tomadas o mais rápido possível.”

Com base em modelos matemáticos da disseminação do vírus, a equipe de Leung estima que o número real de infeções é muito maior do que o divulgado por autoridades do regime comunista da China.

Em coletiva de imprensa em Hong Kong, segundo o Jornal de Negócios, com base nas curvas teóricas, Leung declarou:

“Esperava-se que o número de casos confirmados com sintomas estivesse entre 25.000 e 26.000 no Ano Novo chinês (que se comemorou no sábado).”

Ao incluir pessoas que estão no período de incubação e que ainda não apresentam sintomas, “o número chegou a 44 mil” a partir do último sábado (25), garantiu o pesquisador.

A equipe da Faculdade de Medicina da HKU é um dos centros colaboradores da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o controle de doenças infecciosas.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram