Cineasta indicada ao Oscar ataca Bolsonaro no NY Times

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Segundo a diretora do filme “Democracia em Vertigem”, Bolsonaro quer “impor um fascismo tropical” no Brasil.

A cineasta Petra Costa, indicada ao Oscar 2020 de melhor documentário com o filme “Democracia em Vertigem”, que apresenta uma visão favorável ao Partido dos Trabalhadores (PT) do cenário político do Brasil nos últimos anos.

Em artigo publicado no jornal americano The New York Times, Petra lançou duras ataques contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, acusando o governo de perseguir o militante Glenn Greenwald, cofundador do site The Intercept Brasil.

Petra ainda disse que o ex-juiz Sergio Moro foi nomeado ministro da Justiça e Segurança Pública em recompensa à condenação do ex-presidiário Lula da Silva, que, segundo ela, abriu caminho para a eleição de Bolsonaro. 

Repercutindo a narrativa petista para leitores internacionais, a cineasta ainda avaliou que a eleição de “um congressista obscuro de extrema-direita, homofóbico e misógino, foi devida a uma extraordinária campanha de desinformação das mídias sociais”.

A cineasta termina o artigo afirmando que “não há luz visível no fim do túnel nesta guerra cultural que procura censurar valores liberais e progressistas e a destruição da verdade para impor um fascismo tropical”. Ela lembra que as elites foram omissas enquanto o nazismo avançava.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.