Português   English   Español

Ciro chama MBL de ‘facção criminosa’ e rebate críticas sobre crise no Ceará

Ciro chama MBL de 'facção criminosa' e rebate críticas sobre crise no Ceará
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, divulgou uma nota de repúdio nesta terça-feira (8) contra acusações de membros do Movimento Brasil Livre (MBL), que foi rotulado pelo cearense como “facção criminosa”.


No texto, Ciro Gomes acusa dois integrantes do MBL de “irresponsáveis” que “infernizam a vida brasileira”.

O político do Ceará se referiu indiretamente ao deputado federal eleito Kim Kataguiri (DEM-SP) e o deputado estadual Arthur Moledo do Val (DEM-SP), que nos últimos dias fizeram vídeos questionaram o atual governador cearense, Camilo Santana (PT), sobre a situação da segurança pública no Estado nordestino.

Kataguiri e do Val acusaram o líder petista de promover propositalmente a onda de violência que tem aterrorizado o estado para “enfraquecer as polícias estaduais”.

Segundo o “IG“, Ciro Gomes escreveu:

Na ânsia incontida de aparecer, estes dois delirantes foram para a internet anunciar uma pseudo trama em que, pasme a opinião pública brasileira, todo o sofrimento que passamos juntos com nosso povo seria um plano político maquiavélico para apimentar nossa discordância politica com o atual presidente.

E acrescentou:

Vocês verão, politiqueiros imundos, que o Ceará e os cearenses vamos vencer mais esta batalha e aí será também possível avaliarmos a conduta de marginais que entram na politica para fazer o mal, mesmo que a vítima seja toda uma população humilde e trabalhadora.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...