Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Ciro diz que Bolsonaro é um ‘projetinho de Hitlerzinho tropical’

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Em uma mudança de postura, o candidato do PDT ao Planalto, Ciro Gomes, endureceu o discurso nesta quarta-feira (29) contra o adversário do PSL, Jair Bolsonaro.

Ciro Gomes comparou o capitão da reserva ao ditador alemão Adolf Hitler, disse que ele é mal-preparado para administrar o país e afirmou que os eleitores dele são “inimigos da pátria”.

As críticas contrapõem postura moderada adotada nas últimas semanas pelo candidato do PDT na tentativa de atrair eleitores indecisos e desconstruir fama de que é explosivo.

Segundo ele, Jair Bolsonaro faz uma “simplificação grosseira” ao criminalizar movimentos sociais e fala uma “imensa baboseira” ao se referir aos homossexuais.

Ciro declarou:

Ele é um mistificador, perigoso, fascista. É um projetinho de Hilterzinho tropical e muito mal preparado, porque o Hitler, pelo menos, era um intelectual razoável.

Para exemplificar seu discurso, o presidenciável citou o comentário feito pelo adversário na sabatina do Jornal Nacional na terça-feira (28), na Globo, de que o conteúdo contra a homofobia ensinado nas escolas brasileiras pode levar os meninos a brincarem de boneca.

Ele questionou:

Isso é uma grande baboseira, uma imensa baboseira que vai predispondo o estigma contra pessoas que, só por uma orientação sexual diferente, amam diferente do tradicional. O que nós temos com isso?

Ciro afirmou que brincaria normalmente de boneca com seu filho caçula Gael, de dois anos, uma vez que, segundo ele, nenhuma criança vai afirmar a sua orientação sexual por causa de um brinquedo:

Tenho um filho de 2 anos e, se ele ficar brincando com a boneca, eu brinco junto. Qual é o problema? Ou alguém acha que alguém vai afirmar a sua orientação sexual por causa de um brinquedo? Isso é de uma ignorância estapafúrdia.

 

Adaptado da fonte Folha

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email