Português   English   Español
Português   English   Español

Ciro Gomes vira réu por calúnia em ação movida por Bolsonaro

Ciro Gomes vira réu por calúnia em ação movida por Bolsonaro
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Ex-governador do Ceará responderá a processo por ter dito que o presidente teria “recebido dinheiro da JBS” e é um “moralista de goela”.

Justiça de São Paulo acatou queixa-crime movida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e colocou na condição de réu o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes.

O motivo do processo foi uma entrevista concedida pelo político do PDT à Rádio Jovem Pan FM, em 2017, quando afirmou que a JBS havia depositado R$ 200 mil na conta de Bolsonaro, a quem chamou de “moralista de goela”.

No programa Pânico, o ex-ministro disse:

“A JBS depositou R$ 200 mil na conta dele, Jair Messias Bolsonaro, deputado federal. E mais outro tanto na bolsa, na do filho dele. Ele, quando viu, resolveu estornar o dinheiro, não pra JBS.”

Segundo Bolsonaro, a declaração de Ciro configura crime de calúnia. O juiz Richard Francisco Chequini, da 20ª Vara Criminal da Comarca de São Paulo, acatou a denúncia.

De acordo com o processo ao qual vai responder, Ciro também teria cometido crime de injúria, durante a entrevista, ao afirmar que o então deputado seria um “moralista de goela”, informa o Metrópoles.

Confira o vídeo:

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...