Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Clooney é fantoche de Soros, diz premiê da Hungria

Clooney é fantoche de Soros, diz premiê da Hungria
COMPARTILHE

"Vejam Bolsonaro no Brasil, ou Orbán na Hungria. Olhem ao redor. Muita raiva e ódio", disse Clooney.

O ator norte-americano George Clooney criticou o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, durante entrevista à revista GQ.

Ao falar sobre seu novo filme, “The Midnight Sky“, uma ficção científica pós-apocalíptica, Clooney afirmou:

“Vejam Bolsonaro no Brasil, ou Orbán na Hungria. Olhem ao redor. Muita raiva e ódio. [O filme] acontece em 2049. Se você o levasse a ferro e fogo, isto poderia muito bem ser o que nossa realidade é, se deixarmos este tipo de ódio supurar.”

Em resposta, o premiê húngaro acusou o ator de ser fantoche do multibilionário húngaro-americano George Soros.

Recentemente, como noticiou a RenovaMídia, Orbán classificou Soros como uma das pessoas mais corruptas do mundo.

Já o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Hungria, Tamás Menczer, afirmou que os comentários de Clooney foram “tolos” e “sem sentido”.

Em conversa com a imprensa local, o porta-voz do governo, Örs Farkas, acrescentou:

“É muito decepcionante que haja figuras, até mesmo figuras apolíticas, que executam as intenções políticas de Soros.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
6 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Paulo Arais
Paulo Arais
2 meses atrás

É um fantoche globalista que mal sabe o que acontece na esquina da rua da casa dele, o que dirá em outro país.

Fernando Fuhr
Fernando Fuhr
2 meses atrás

Cara, estou tão de saco cheio com esse atores/atrizes imbecis que se acham importantes para dar pitaco nos países dos outros.

Abner contra esquerda libertinosa e centrão bandid
Abner contra esquerda libertinosa e centrão bandid
2 meses atrás

Não só ele, mas como boa parte de Hollywood. O “globalismo selvagem” injetando “capital” em ONGs com bandeira de artistas, tudo com intuito de influenciar e controlar países. Claro, tudo apoitado pela imprensa.

Valdir Sola
Valdir Sola
2 meses atrás

Celebridade com muita grana e falta do que fazer dá nisso.

ejmorais
ejmorais
2 meses atrás

Fala pra ele vir dar um passeio pelas ruas do Brasil com o Nosso Presidente para ver se ele vai continuar com a mesma opinião, essa midía podre está mentindo e esses ditos intelectuais estão acreditando.

Sergio Marques
Sergio Marques
2 meses atrás

Falou tudo. Fantoche! É da turma do di Caprio. Batem nos governos de direita a mando do chefe. Artistas e esportistas não deveriam se expor na política apesar de terem suas opiniões. Uma tristeza para um ator fraco que foi para Hollywood porque sua família é bilionária.

PUBLICIDADE