Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

CNBB quer dar ‘palavra orientadora’ sobre eleições

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Entidade iniciou nesta quarta-feira (11), com mais de 400 bispos, sua 56ª Assembleia-Geral, em Aparecida do Norte (SP).

“CNBB: antro de comunistas!” A mensagem foi postada no Twitter tão logo o perfil da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) compartilhou uma entrevista com quatro de seus bispos.

Outro internauta reagiu com mais diplomacia. “A CNBB deve explicações aos católicos [por] apoiar um evento de resistência contra uma ordem judicial, protegendo um condenado por corrupção.”

A participação de um dos seus no ato ecumênico que antecedeu a prisão de Lula, no sábado (7), propulsionou uma torrente de críticas à entidade que reúne o bispado católico verde-amarelo.

É com a voltagem política de 2018 em pauta que a entidade iniciou nesta quarta-feira (11), com mais de 400 bispos, sua 56ª Assembleia-Geral, em Aparecida do Norte (SP).

Do encontro de dez dias sairá uma “palavra que possa ser orientadora, para os cristãos, sobre o ano eleitoral”, segundo dom Geraldo Lyrio Rocha, arcebispo de Mariana (MG). A CNBB deve, afinal, responder a demandas reais, afirmou. “Nossos olhos estão voltados para o país, pois a Igreja não está na lua, não está na estratosfera.”

 

Com informações de: [GdP]
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram