Português   English   Español
Português   English   Español

Coaf aponta que Flávio Bolsonaro recebeu R$ 96 mil em depósitos fracionados

Coaf aponta que Flávio Bolsonaro recebeu R$ 96 mil em depósitos fracionados
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Um novo relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou depósitos em dinheiro que somam cerca de R$ 96 mil na conta do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), em um período de um mês.

O relatório encontrou 48 depósitos em espécie na conta de Flávio Bolsonaro entre junho e julho de 2017, informa o jornal “O Globo“.

As transações foram concentradas no terminal de autoatendimento da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Ao todo, foram depositados R$ 96 mil em cinco dias. O que chamou a atenção do Coaf foi uma série de depósitos de pequenas quantias em poucos minutos –por exemplo, dez depósitos de R$ 2 mil cada, feitos em apenas três minutos.

Os depósitos foram feitos em cinco dias:

  • 9 de junho de 2017: 10 depósitos no intervalo de 5 minutos, entre 11h02 e 11h07;
  • 15 de junho de 2017: mais 5 depósitos, feitos em 2 minutos, das 16h58 às 17h;
  • 27 de junho de 2017: outros 10 depósitos, em 3 minutos, das 12h21 às 12h24;
  • 28 de junho de 2017: mais 8 depósitos, em 4 minutos, entre 10h52 e 10h56;
  • 13 de julho de 2017: 15 depósitos, em 6 minutos.

O Coaf diz que não foi possível identificar quem fez os depósitos, mas afirma que o fato de terem sido feitos de forma fracionada pode significar a intenção de impedir a identificação da origem dos recursos.

O documento, obtido com fontes da equipe de reportagem do Jornal Nacional, da “Rede Globo”, está identificado como “item 4” e faz parte de um relatório de inteligência financeira (RIF). 

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!