Português   English   Español

Coalizão de Angela Merkel segue perdendo força na Alemanha

Coalizão de Angela Merkel segue perdendo força na Alemanha
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Muitos políticos do SPD defendem o fim da aliança formada com a CDU de Merkel, o que poderia provocar eleições antecipadas e o fim prematuro do governo da chanceler, cujo mandato vai até 2021.


A líder do Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD), Andrea Nahles, anunciou, neste domingo (2), que vai renunciar ao cargo.

A decisão de Nahles enfraquece ainda mais a coalizão de governo da chanceler Angela Merkel, da qual o SPD é a sigla minoritária.

Nahles se desliga da sigla de centro-esquerda após o fraco desempenho do partido nas eleições europeias. O seu partido registrou seu mínimo histórico, ao receber apenas 15% dos votos.

O partido cristão-democrata de Angela Merkel, CDU, também não obteve bom resultado no pleito para o Parlamento Europeu, demonstrando o afastamento de eleitores de partidos “mainstream”.

Diante deste cenário, a coalizão de governo, que quase se desmantelou em 2018, perde ainda mais força.

Apesar do cenário político negativo, a chanceler Angela Merkel prometeu que seu mandato segue firme.

“Quero dizer em nome do governo que continuaremos com nosso trabalho com toda seriedade e com grande responsabilidade”, declarou ela, segundo a Folha.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...