Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

‘Coincidência retórica’, diz Alvim sobre comparações a Goebbels

Tarciso Morais

Tarciso Morais

O desabafo do diretor de teatro boicotado pela esquerda
COMPARTILHE

Alvim está sendo acusado de fazer propaganda e promover o nazismo em anúncio de prêmio de artes.

A Secretaria Especial da Cultura lançou, nesta quinta-feira (16), o Prêmio Nacional das Artes. 

O secretário Roberto Alvim explicou que a iniciativa que irá destinar mais de R$ 20 milhões para fomentar a produção artística nas cinco regiões do Brasil.

Mas não foi a premiação que repercutiu, mas sim a fala de Alvim sobre a renovação da arte brasileira, que foi associada a um discurso do ministro da Propaganda de Hitler, Joseph Goebbels.

De acordo com Alvim, o que aconteceu foi uma coincidência retórica: 

“O que a esquerda está fazendo é uma falácia de associação remota: com uma coincidência retórica em uma frase sobre nacionalismo em arte, estão tentando desacreditar todo o PRÊMIO NACIONAL DAS ARTES, que vai redefinir a Cultura brasileira.”

O secretário ainda acrescentou:

“Todo o discurso foi baseado num ideal nacionalista para a Arte brasileira, e houve uma coincidência com UMA frase de um discurso de Goebbles… não o citei e JAMAIS o faria.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram